Sinais

O esquecimento pode ser inevitável, porém o coração, parece não esquecer.

Doença de Alzheimer

A Doença de Alzheimer foi descrita em 1906 pelo médico Psiquiatra e Neurofisiologista alemão, Alois Alzheimer, quando publicou em um Congresso, o estudo de caso de uma paciente com 51 anos, denominada Auguste Deter. Esta paciente foi internada no Hospital Psiquiátrico de Frankfur t, onde Alois trabalhava. O marido de Auguste queixou-se ao médico que ela tinha comportamentos estranhos, andava descuidada com a casa, vivia irritada e que lhe fazia constantes acusações a respeito de sua fidelidade como esposo, sem ter qualquer motivo para tanto.

Grupo 2465.png

1. Esquecimentos de fatos e acontecimentos recentes.

Perda de memória recente é um sintomas mais importantes da Doença de Alzheimer.

Esquecer faz parte da vida, pois todos esquecem algo em algum momento ou outro. Mas se isto for frequente e interferir na rotina diária, pode ser sinal de alerta para procurar ajuda profissional.

Com o envelhecimento, lapsos ocasionais de memória podem ocorrer, mas a pessoa consegue lembrar-se mais tarde. O que muda com o envelhecimento é que a velocidade de processamento da informação recebida pelos órgãos dos sentidos pode tornar-se mais lenta. Portanto, demência não é parte natural do envelhecimento.

Repetir várias vezes a mesma pergunta ou história, deixar queimar a comida com frequência, esquecer a torneira aberta, não lembrar data, eventos importantes e o nome das pessoas, são sinais de alerta.

Sabemos que esquecer, faz parte da vida, pois todo mundo esquece de vez em quando alguma coisa, porém, quando o esquecimento for frequente e descontextualizado, por exemplo: esquecer o nome de um vizinho, pode acontecer, mas não saber mais que ele é seu vizinho, é um sintoma preocupante.

Importante ressaltar que nem toda perda de memória é Doença de Alzheimer. Por isso, é preciso investigar outras doenças ou condições que também possam causar comprometimento de memória.

Caminho 2384.png

2. Mudanças na capacidade de planejar, resolver problemas, realizar cálculos.

A pessoa com demência pode apresentar dificuldade para desenvolver planos de ação, seguir instruções de manuais, receitas conhecidas, manter o controle das contas mensais e com a concentração.

shopping-cart-of-checkered-design.png

3. Dificuldades em executar tarefas que antes era acostumado a fazer em casa, no trabalho, nas atividades de lazer.

Uma pessoa com demência pode cometer erros frequentes ao realizar tarefas que eram familiares como cozinhar, fazer compras, dirigir, aplicar regras de um jogo, usar o telefone ou realizar a própria higiene. Por exemplo, o ato de vestir-se, pode tornar-se complexo para ela e não saber mais a ordem de colocar a roupa.

calendar.png

4. Desorientação no tempo e no espaço

Perda de noção da passagem do tempo (datas, estações do ano). Uma pessoa com demência pode confundir-se com o dia e a noite. Pode perder-se em espaços conhecidos (onde está e como chegar em casa).

Grupo 2458.png

5. Falhas de percepção visual e compreensão de relações espaciais

A pessoa pode ter dificuldades para reconhecer letras durante a leitura e ter dificuldade em ler. Ela pode calcular distâncias erroneamente, não conseguir determinar cor e reconhecer determinada imagem. Essas falhas afetam a habilidade de dirigir.

communication.png

6. Problemas com a linguagem.

Ocasionalmente, todos podem, em algum momento, ter dificuldade para lembrar alguma palavra, mas pessoas com demência, geralmente esquecem palavras simples ou as substituem por palavras incomuns (exemplo: carteiro por entregador de papel), dificultando a compreensão da fala ou da escrita, demonstrando vocabulário empobrecido. Alguém com demência, pode ter dificuldade em acompanhar ou participar de uma conversa.

delete (1).png

7. Facilidade em perder objetos e dificuldade para encontra-los novamente

Qualquer um pode perder temporariamente objetos como a carteira ou as chaves. Mas uma pessoa com demência pode colocar objetos em lugares incomuns como relógio de pulso dentro de um vaso, chaves na lixeira e não encontra-los mais. Isto poderá resultar em acusações de roubo a outras pessoas.

sign.png

8. Comprometimento da capacidade de julgar ou tomar decisões

Incapacidade de julgar ou tomar decisões assertivas pode significar perda de discernimento. O mau uso do dinheiro, a forma de se vestir (vestindo várias camadas de roupas em um dia quente e roupa muito leve em um dia frio), parar com seus hábitos de higiene pessoal, são sinais importantes.

Grupo 2464.png

9. Afastamento do trabalho ou das atividades sociais

Uma pessoa com demência tem tendência a evitar o convívio social, faltar o trabalho, deixar de praticar ou acompanhar seu esporte favorito ou as atividades de lazer que gostava de realizar, tornando-se muito passiva, passando horas sentada em frente da televisão e dormindo mais do que de costume.

drama (1).png

10. Mudanças de humor, personalidade ou de comportamento

De tempos em tempos, uma pessoa saudável pode sentir-se má humorada ou triste. Porém, quando a pessoa tem demência pode ter alterações frequentes de humor, mudar seu jeito de ser e ter comportamentos incomuns e até mesmo estranhos. Devido às alterações no cérebro, ela pode se tornar confusa, desconfiada, medrosa, ansiosa, desinibida demais, indo do riso ao choro, de um momento para o outro, sem motivo aparente. É importante que ela seja avaliada em relação à demência.

 

Se você estiver tendo algum desses sintomas ou estiver preocupado com um amigo ou parente, converse com um médico experiente e discuta suas preocupações.

 

FONTE: Alzheimer’s Disease International (ADI)